Últimas Notícias

Em áudio, servidor do hospital regional de Picuí pede para paciente com COVID-19 omitir sobre resultado positivo

ad+1

Redação -


Trecho transcrito do áudio vazado no WhatsApp


A redação da Creative TV Brasil recebeu um áudio em que Dênis Diniz, um servidor do Hospital Regional de Picuí pede para o paciente diagnosticado como positivo para a COVID-19 omitir o resultado do exame.

ÁUDIO DO SERVIDOR:
O suposto crime de coação foi registrado por meio do áudio de whatsapp enviado para o paciente e o servidor pede para que ele grave um áudio.

“Eu quero que você mandasse um áudio desmentindo essa fake News que você mora aqui em Picuí, que você é um caso aqui de Picuí”, disse o suposto servidor no áudio. Acrescentando que o prefeito da cidade de Carnaúba dos Dantas, de onde o paciente é natural, teria feito uma live dizendo que o caso foi registrado no município.  Ele ainda acrescentou que a irmã do paciente iria processar a prefeitura de Picuí por estar usando o nome dele.
Ao final, o servidor detalha a importância, pra ele, que esse áudio fosse gravado com as informações fornecidas para tentar se livrar do processo: “você poderia mandar um áudio pra mim explicando essa situação e desmentindo a prefeitura só pra eu me livrar desse processo? Você pode me ajudar?”

O processo o qual Dênis fala, é de uma ação protocolada no dia 17/05 pela prefeitura de Picuí a qual se pede a retratação publica e indenização por danos morais por declarações feitas por ele. Na ação, o valor estipulado pela prefeitura é de R$13 mil.

ÁUDIO DE RESPOSTA ENVIADA PELO PACIENTE:

A resposta enviada pelo paciente frustrou a tentativa do servidor ao optar pela verdade dos fatos. O paciente deixou bem claro no áudio que sequer tem irmã e que mora onde dorme, ou seja, ele tem residência fixa em Picuí. “Eu só faço chegar de viagem e estou aí em Picuí, praticamente eu moro aí”, rebateu.

Ao mencionar que trabalha viajando, o paciente acrescentou que passa no sítio da mãe e volta para sua residência no município de Picuí a qual, de acordo com o paciente, reside há seis anos. “Eu chego de viagem e vou pra aí”.

O paciente ainda se aprofundou em suas declarações ao dizer que não soube de uma live do prefeito de Carnaúba dos Dantas e que não tem irmã. “Eu moro aí em Picuí, meu cadastro é feito aí. Estou sendo acompanhado de tudo por aí”, disse.

Agora os próximos passos são como a prefeitura de Picuí irá agir diante dessas declarações. Outras pessoas também foram processadas pela mesma causa.

Vídeo:


0 comentários:

Disponível 24h

Disponível 24h