Últimas Notícias

Filha suspeita de matar e carbonizar pai, mãe e irmão em São Paulo

ad+1

Alana Yaponirah -

Ana Flávia Gonçalves, de 24 anos, e a namorada dela, Carina Ramos, de 31, são as principais suspeitas pela morte de família encontrada dentro de carro carbonizado em São Bernardo do Campo. Os pais e o irmão de Ana Flávia foram as vítimas. A perícia apontou que os três foram mortos com golpes na cabeça. Ana Flávia e Carina estão presas desde ontem à noite, depois que a investigação constatou contradições nos depoimentos delas.

O laudo detalhou que os três integrantes da família encontrada dentro de um carro queimado no ABC Paulista tinham ferimentos no lado direito da cabeça. As principais suspeitas pelo crime são uma das filhas do casal morto e a namorada dela. Elas já estão presas. Relatos também revelaram as contradições nos depoimentos das duas.
A Justiça decretou na noite desta quarta-feira (29) a prisão temporária por 30 dias de Ana Flávia Menezes Gonçalves, 24 anos. Ela é filha do casal encontrado carbonizado dentro do porta-malas do carro da família, na madrugada de terça-feira (28), em São Bernardo do Campo (ABC), e irmã do adolescente de 16 anos que também foi achado morto no veículo.
Carina Ramos, 26, que segundo a polícia é namorada de Ana Flávia, também foi presa. Ambas são suspeitas de envolvimento no crime. O advogado de defesa das duas, Lucas Domingos, afirmou que ainda irá ler o inquérito sobre o caso para posteriormente se posicionar.
De acordo com o Deic (Departamento de Investigações Criminais), de São Bernardo do Campo, um homem também é investigado. Ele, porém, não teve o pedido de prisão.
As duas suspeitas chegaram ao COI (Centro de Operações de Segurança) de São Bernardo por volta de 16h. Às 20h30, Ana Flávia conversou com o advogado, pouco antes de a prisão ser decretada pela Justiça, conforme a reportagem presenciou.

0 comentários:

Disponível 24h

Disponível 24h