Últimas Notícias

ECIT Lordão em Picuí apresenta problemas estruturais e alunos chegam a passar mal em salas de aula

ad+1

Redação -


ECIT LORDÃO EM PICUÍ. Imagem: Reprodução de internet

Será que a obra realmente estava pronta para receber os alunos matriculados na Escola Cidadã Integral Técnica professor Lordão (ECIT) em Picuí? Essa é a pergunta que se faz quando a nossa redação recebeu reclamação de vários pais de alunos que tem enfrentado problemas graves e que leva em consideração a estrutura da unidade de ensino.

Inscreva-se em nosso canal do Youtube: Clique aqui

Os problemas vão desde a falta de água nos banheiros e para beber, salas sem ventilação adequada e constantes quedas de energia. Além disso, as mães reclamam que escola tem salas com 42 alunos e sem ventilação adequada, já que os equipamentos de ar condicionados estão desligados. De acordo com as reclamações, alunos já chegaram a passar mal depois de não suportar as condições do local.

Com os problemas é mais difícil para os alunos ficarem na escola das 7h às 17h. Na manhã desta quinta-feira (28), por exemplo, a situação ficou tão complicada que os alunos foram liberados para voltar até suas casas ainda pela manhã. Existem informações da qualidade duvidosa da merenda escolar servida, falta de transporte e todos os problemas estruturais elencados acima.

Para uma escola que tinha a propaganda de ser o céu na terra, de acordo com os pais que entraram em contato com a nossa redação, o paraíso está muito longe de chegar. Tudo leva a crer que a obra não estava 100% para ser entregue e ainda mais para receber alunos, professores e funcionários para efetuarem suas atividades.

EVASÃO ESCOLAR

Os problemas citados acima estão causando um verdadeiro êxodo de alunos do 8º e 9º ano que tinham saído da rede municipal acreditando que o ECIT seria um melhor local para estudar. Porém, a falta até de transporte escolar dificulta a chegada dos mesmos.

Imagine o cenário: um aluno que sai do bairro Francisco de Adauto na saída para Campina Grande, tem que se deslocar a pé até a ECIT Lordão que fica do outro lado da cidade. Ele teria que se caminhar todos os dias 5,5km no trajeto de ida e volta. Por não ter condições de pagar um moto taxi e não haver transporte público, por semana o mesmo aluno se desloca 27,5km para estudar de segunda a sexta-feira.

Quando chega ao local de estudo, se depara com a situação citada nesta reportagem.


0 comentários:

Disponível 24h

Disponível 24h