Últimas Notícias

Fidel queria se livrar do 'Che', afirma soldado que o capturou

ad+1

Nuno Garcias (Portugal) -
por AFPBR -


Ao enviar "Che" Guevara para a Bolívia, onde foi morto em 9 de outubro de 1967, o pai da revolução cubana, Fidel Castro, queria se livrar de um amigo que se tornara um incômodo, afirma à AFP o militar que o capturou.
Poucos dias antes do 50º aniversário de sua morte, Gary Padro, comandante da unidade do exército boliviano que o fez prisioneiro, lembra bem o que Che lhe havia dito: não era ele quem havia decidido ir à Bolívia.
Depois de deixar seu cargo no governo cubano e viajar para a África e a então Checoslováquia, Ernesto Guevara foi autorizado por Fidel Castro a retornar para Cuba clandestinamente.
No local, "houve uma reunião e formou-se uma equipe de cubanos para acompanhá-lo" na Bolívia, diz o ex-soldado, agora com 78 anos, em sua casa em Santa Cruz (leste).
Mas Gary Prado não tem dúvidas: Fidel enviou "Che" Guevara para este país "para se livrar dele", uma teoria que ele defende em seu livro "A guerrilha imolada".
Vídeo:

0 comentários:

Disponível 24h

Disponível 24h