Últimas Notícias

Mulher é condenada a 19 anos e meio de prisão por matar filho recém-nascido

ad+1

Nuno Garcias (Portugal) -


O Tribunal de Santarém condenou esta terça-feira uma mulher de 23 anos a uma pena de 19 anos e seis meses de prisão por homicídio qualificado e profanação de cadáver do seu filho recém-nascido. A presidente do coletivo de juízas, Raquel Rolo, afirmou que os factos dados como provados durante o julgamento são de "máxima gravidade" e que a pena a que Rafaela Duarte foi hoje condenada visa levá-la a perceber a gravidade do seu comportamento e dar uma nova oportunidade para "mudar radicalmente os seus valores", já que se o objetivo fosse "castigar" a pena seria "desadequada". O tribunal deu como provado que a mulher - que já tinha dois filhos e engravidou de um terceiro numa ligação fortuita que quis esconder do companheiro, familiares e amigos - decidiu, num momento não apurado, mas pelo menos desde que iniciou o trabalho de parto, matar a criança e ocultar o seu cadáver.

0 comentários:

Disponível 24h

Disponível 24h