Últimas Notícias

Espanha retém para análises 30 conteineres com carne do Brasil

ad+1

Nuno Garcias (Portugal) -


Espanha retirou de circulação, por precaução, 30 contentores com carne proveniente do Brasil, na sequência do escândalo com carne estragada que surgiu naquele país, anunciou, esta quinta-feira, o Ministério da Saúde espanhol.
Estes contentores transportam carne das empresas JBS e BRF, provenientes de instalações implicadas no caso da carne estragada que despontou na semana passada no Brasil, explicou uma porta-voz do Ministério à agência France-Presse.
"O ministério intensificou as ações quanto a este tipo de produtos que possam ter vindo do Brasil e, até esta quinta-feira, 30 contentores foram objeto de controlos", acrescentou a mesma fonte, que se escusou a dizer a quantidade de carne retida.
A polícia brasileira revelou, a 17 de março, que vários grandes exportadores de carne tinham subornado inspetores dos serviços de saúde alimentar do Ministério da Agricultura brasileiro para que estes certificassem carne estragada como sendo boa para consumo.
Três dias depois, a União Europeia pediu ao Brasil, principal exportador mundial de carne de bovino, para suspender a autorização de exportação passada às quatro fábricas de carne implicadas no escândalo.
A Espanha decidiu intensificar a vigilância de "100% das cargas que chegam do Brasil", afirmou a porta-voz. Esta vistoria especial - sem data para terminar - significa "um controlo físico exaustivo" das etiquetas de proveniência da carne e análises ao produto.
Desde o início do ano, a Espanha já recebeu mais de 200 contentores de carne das duas empresas brasileiras envolvidas, sem que até ao momento tivesse detetado qualquer anomalia no produto.
O Brasil, considerado um dos maiores exportadores de carne do mundo, tenta reverter uma crise de confiança sobre as carnes exportadas pelo país desde a semana passada, quando a polícia federal denunciou a venda de produtos ilegais feita por 21 fábricas do setor de carne, entre elas, unidades de grandes companhias exportadoras como a BRF e a JBS.
Após as investigações terem sido tornadas públicas, a União Europeia e países e territórios como China, Egito, Chile, Hong Kong, Japão, México e Arábia Saudita suspenderam as exportações ou anunciaram restrições de entrada das carnes brasileiras.
Segundo dados divulgados pelo Ministério da Agricultura, o Brasil exportou em 2016 mais de um milhão de toneladas de carne bovina. Os principais destinos foram Hong Kong, Egito, China e Rússia.
Também foram exportados cerca de 3,9 milhões de toneladas de carne de frango sem ser processada, cujos principais compradores foram Arábia Saudita, China, Japão, Emirados Árabes Unidos e Hong Kong.
O Brasil vende produtos de origem animal para mais de 150 países, respondendo por 20% do mercado internacional de carne (bovinos, aves e suínos).
O setor de carne do país movimenta cerca de 12,9 mil milhões de euros por ano em exportações.

0 comentários:

Disponível 24h

Disponível 24h